Bhujangasana – postura da cobra

Bhujangasana postura da cobra

Bhujanga – cobra; asana – postura. A postura da cobra é uma das posturas básicas de yoga, ou seja, é uma postura que com certeza você vai praticar em uma aula de yoga para iniciantes, mas também em uma aula de yoga avançada.

Bhujangasana forma parte do grupo das retroflexões, que são posturas que mantém o corpo e a mente alertas, estimulam as sensações de determinação e coragem. Estas posturas são vitalizantes e rejuvenescedoras.

Trata-se de uma postura energizante de abertura de peito, abertura do coração e de espaço para os pulmões; porém os efeitos não se restringem só à parte superior do corpo, confira todos os benefícios desta postura:

Benefícios

  • Fortalece as pernas, região alta das costas, braços e ombros
  • Fortalece a coluna vertebral
  • Enrijece os glúteos
  • Estimula os órgãos abdominais
  • Ajuda a dissipar o estresse e a fadiga
  • Diminui a dor ciática
  • Ajuda na cura à depressão moderada
  • Ao criar espaço no tórax, melhora a qualidade da respiração: os pulmões internamente têm mais espaço e liberdade para se distenderem com maior amplitude, o que permite absorver mais oxigênio, optimizando a respiração e a oxigenação celular.
  • Nos textos tradicionais de yoga, diz-se que bhujangasana aumenta o calor corporal e destrói a força de qualquer doença.  

Como entrar na postura?

  • Deite de barriga para baixo, com os dedos dos pés apontados para trás, palmas das mãos no nível dos ombros, cotovelos perto do corpo. Pernas ativas, abdômen ativo e testa no chão.
  • Na inspiração, levante a cabeça e comece a esticar os braços aos poucos para tirar o peito do chão. Aponte o queixo para cima.
  • Mantenha os ombros afastados das orelhas, escápulas querendo juntar uma com a outra. Mantenha as mãos empurrando para frente e para o chão.
  • Empurre a pelve e o osso púbico em direção do chão e mantenha o abdome contraído e apontando para cima. As pernas permanecem ativas e os pés em pontinhas.
  • Alongue o pescoço, empurre as costelas para frente.
  • Perceba a retroflexão na coluna vertebral completa.
  • Na postura final, direcione o olhar para cima, cuidando que a parte posterior do pescoço permanece alongada.
  • Durante a postura, perceba que a respiração se torna mais comprida, permaneça na postura durante 5-10 respirações, mantendo a consciência das partes ativas do seu corpo.
  • Para sair da postura, expire e desça gentilmente a testa para o chão, descanse por algumas respirações deitado de barriga para baixo ou descanse na postura da criança (balasana).

Dicas para iniciantes

  • Tome seu tempo para entrar em esta postura e vá só até onde sentir uma postura ainda confortável.
  • Mantenha o abdome sempre ativo para proteger a lombar e mantenha a conexão do quadril com o chão.
  • Direcione os cotovelos para trás e em direção do corpo, como se os cotovelos abraçassem o corpo.
  • Se durante a postura, você sentir uma “fisgada” na lombar quer dizer que você foi além do seu limite, desça um pouco ou coloque antebraços no chão.

Contraindicações

Esta postura deve ser evitada se você apresenta:

  • Tensão arterial alta
  • Problemas de coração
  • Enxaqueca ou dor de cabeça recorrente
  • Síndrome do túnel carpal
  • Ou está grávida

Como aprofundar na postura?

Se você se sentiu confortável depois de 5-10 respirações na postura, você pode experimentar caminhar as mãos mais longe dos ombros para frente, esticando os cotovelos e rotacionando os braços para fora.

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 5/5 (3 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário

Outros artigos

Shavasana – postura do cadáver

Pode parecer simples, mas a shavasana é uma das posturas mais poderosas do Yoga. Uma prática executada sempre aos finais dos exercícios, ela permite que se relaxe todo o corpo e a mente.

Paschimottanasana – postura da pinça

A postura da paschimottanasana é uma das mais comuns na prática do Yoga. Durante uma aula, ela é trabalhada repetidas vezes, portanto essencial. Mesmo com sua simplicidade de movimentos, ela desenvolve intensos acontecimentos para o corpo e para a mente.