Dhanurasana – postura da roda

A dhanurasana é uma postura do Yoga simples de realizar, além de altamente benéfica. Contudo, requer um pouquinho de experiência para praticá-la bem, mas nada que não seja aprendido em algumas semanas.

Depois, com cuidado e tempo, ela vai sendo aperfeiçoada. Tornando-se uma excelente postura para ser desenvolvida diariamente.

Também conhecida como “postura da roda”, tem esse nome porque a flexão das pernas e braços criam esta forma. Contudo também é considerada em Kundalini Yoga como uma das posturas da eterna juventude. A sua execução estimula todos os centros energéticos do corpo. Ideal para combater a ansiedade, pois de acordo com a visão do Tantra, ela age na liberação de emoções reprimidas, cria atitudes de extroversão e de autoconfiança.

Sua simbologia é bastante apropriada porque ao mesmo tempo em que requer uma ação forte e flexível, também traz calma para aqueles que estão enfrentando momentos de estresse em sua vida.

Como fazer a posição da roda

1º Passo

Inicie a postura deitado de barriga para baixo e com o queixo encostado no chão;

2º Passo

Dobre os joelhos e segure os tornozelos com as mãos.

3º Passo

Inspire e ao mesmo tempo levante a cabeça, o peito e as coxas.

4º Passo

Eleve um pouco mais o peito e alongue a cabeça para trás. Forme um arco com o corpo.

5º Passo

Relaxe os ombros.

6º Passo

Aos poucos, crie uma tensão entre os braços esticados e as pernas, para levantar mais o peito e as coxas. Respire.

7º Passo

Fique na postura de 20 a 30 segundos.

8º Passo

Expire e cuidadosamente saia da postura, relaxando alguns minutos.

Tenha atenção com alguns pontos durante a realização da postura, não só para não criar lesões, mas para fazer a energia fluir. Portanto, não segure os pés, somente os tornozelos; os joelhos devem estar separados na largura do quadril; e mantenha os ombros distantes das orelhas. O estômago pressionado contra o chão atrapalha a respiração, mas não prenda. Tenha calma e respire devagar.

Benefícios da postura

A lista de benefícios em praticar a dhanurasana é enorme, sendo uma das mais ativas de todo Yoga.

  • Promove o alongamento o tórax e os pulmões, ou seja, do plexo solar;
  • Fortalecimento dos braços e pulsos, pernas, nádegas, abdome e coluna;
  • Age estimulando a tireoide, supra-renais e a hipófise;
  • Aumenta a energia e neutraliza a depressão;
  • Apresenta funções terapêuticas para asma, dor nas costas, infertilidade e osteoporose;
  • Aumenta a pressão intra-abdominal, relatando uma massagem benéfica para todas as vísceras abdominais;
  • Atua no alivio gastrointestinal, incluindo dispepsia, constipação crônica e distúrbios hepáticos preguiçosos.
  • Promove o relaxamento a coluna vertebral.
  • Para as mulheres, ajuda a regular o ciclo menstrual.
  • Estimula o pâncreas, tendo por resultado ser um muito útil tratamento da diabetes.

Contraindicações do asana

Nem todas as pessoas podem realizar a postura da roda, principalmente aquelas que apresentam problemas na coluna.

  • Pessoas que tenham úlcera péptica ou hérnia umbilical;
  • Não aconselhável para quem tem importantes doenças nos órgãos localizados no abdômen;
  • Aqueles que apresentam hérnia de disco, síndrome do túnel do carpo ou tendinites frequentes;
  • Também não aconselhável para quem tem problemas cardíacos, de pressão arterial alta e glaucoma.

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 5/5 (2 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário

Outros artigos

Shavasana – postura do cadáver

Pode parecer simples, mas a shavasana é uma das posturas mais poderosas do Yoga. Uma prática executada sempre aos finais dos exercícios, ela permite que se relaxe todo o corpo e a mente.

Paschimottanasana – postura da pinça

A postura da paschimottanasana é uma das mais comuns na prática do Yoga. Durante uma aula, ela é trabalhada repetidas vezes, portanto essencial. Mesmo com sua simplicidade de movimentos, ela desenvolve intensos acontecimentos para o corpo e para a mente.