Shavasana – postura do cadáver

Pode parecer simples, mas a shavasana é uma das posturas mais poderosas do Yoga. Uma prática executada sempre aos finais dos exercícios, ela permite que se relaxe todo o corpo e a mente.

Quando é bem executada, os ganhos para o corpo e a mente são extraordinários. Também conhecida como a posição “cadáver”, ela parece fácil de executar, por sua simplicidade de movimento, no entanto, o pleno relaxamento é algo muito difícil de alcançar.

O yogue precisa trabalhar com muita determinação a respiração, assim, ele alcançará o verdadeiro descanso. Este conceito consiste em fazer com que o corpo atinja o pico mais elevado de si mesmo, a sua essência, quem ele é realmente. Como o Yoga promove a disciplina interior para o encontro com o seu verdadeiro eu, a shavasana tem um papel importante neste objetivo.

O nome popular de postura do cadáver foi dado porque a asana realmente é muito similar a um cadáver. Durante a prática do Yoga, o corpo alcança um estado de excitação enorme. Todos os músculos ganham em estímulos e energia, a respiração também fica agitada. Deitar no chão e dar tempo ao corpo para que ele assimile toda a energia que foi dispensada é obrigatório. Nunca termine sem fazer a postura da shavasana, porque, se não houver este tempo, o corpo compreende que nada foi feito.

Talvez o maior desafio desta postura seja permanecer em profundo relaxamento em estado de consciência e não adormecer. Um dos maiores objetivos do Yoga é fazer com que a pessoa procure o relaxamento. Se o yogue não consegue chegar nele através das posturas ou das respirações, ele nunca irá alcançar uma boa meditação.

Não importa qual seja a condição psicofísica do aluno, por ser uma postura a ser feita de maneira imóvel, é possível quebrar padrões fisiológicos, mentais e emocionais. Este é um momento de reorganização de todas as partes do corpo e a busca pela centralidade, pela essência. Tanto a meditação, como o preparo físico, ganham com a shavasana.

Como fazer a postura da shavasana

Os movimentos são muito simples, tendo mais espaço para que o praticante tenha atenção em si mesmo.

  • 1º Passo: deite-se de costas no chão ou no tapete com o corpo estendido;
  • 2º Passo: afaste as mãos das pernas e vire-as para que fique com as palmas para cima;
  • 3º Passo: mantenha as pernas afastadas uma da outra;
  • 4º Passo: certifique-se de estar plenamente relaxada;
  • 5º Passo: feche os olhos e concentre-se em distender cada músculo do corpo, da cabeça à ponta dos pés;
  • 6º Passo: limpe a mente de todos os pensamentos, procure a deixar vazia através da concentração;
  • 7º Passo: respire lentamente e permaneça na postura de 5 a 10 minutos;
  • 8º Passo: para levantar, vire para o lado e use os braços para sair da postura.

Benefícios

Dentro dos benefícios previstos na prática da shavasana estão a:

  • Diminuição da pressão arterial e dos batimentos cardíacos;
  • Diminuição da tensão muscular;
  • Redução da fadiga;
  • Combate à insônia;
  • Aumento da resposta ao sistema imunológico;
  • Auxilia na gestão de dores crônicas.

Contraindicações

Não há contraindicação para a prática da shavasana.

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 5/5 (2 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário

Outros artigos

Paschimottanasana – postura da pinça

A postura da paschimottanasana é uma das mais comuns na prática do Yoga. Durante uma aula, ela é trabalhada repetidas vezes, portanto essencial. Mesmo com sua simplicidade de movimentos, ela desenvolve intensos acontecimentos para o corpo e para a mente.

Dhanurasana – postura da roda

A dhanurasana é uma postura do Yoga simples de realizar, além de altamente benéfica. Contudo, requer um pouquinho de experiência para praticá-la bem, mas nada que não seja aprendido em algumas semanas.